domingo, 22 de janeiro de 2012

FICHA DE AUTOAVALIAÇÃO ATITUDINAL E PROCEDIMENTAL - ALGUNS EXEMPLOS DE TEXTOS ESCRITOS PELOS ALUNOS; OU EXEMPLOS DE: O QUE SE PASSA NA CABEÇA DE UM ADOLESCENTE EM RELAÇÃO À ESCOLA E AOS ESTUDOS?

"Eu reconheço que nem eu e nem ninguém é perfeito. Todos nós temos defeitos e qualidades, por isso, acertamos quando temos atenção e erramos quando não temos interesse. Mas procuro fazer tudo de  forma clara e objetiva, respeito todos os meus professores e meus amigos.

Tenho dúvidas em algumas matérias como Matemática, mas mesmo assim,não deixo de fazer as atividades.

Quando tenho dúvidas logo procuro meus professores.

Tenho muito a agradecer a todos na escola, das faxineiras até ao orientador que sempre procuram ajudar a todos os alunos.

Relembrando minhas notas, percebo que não são grandes coisas assim. Mas, procuro fazer todos os deveres e aprender as matérias.

Espero encontrar você, Breno, na minha formatura do terceiro ano do Ensino Médio.

Adorei conhecer você, Breno. Você é um grande amigo!

"Beijos adoro você!"

Uma aluna do nono ano do Ensino Fundamental que formou-se no ano de 2011.



"Acho que nós temos sempre que melhorar mais. No ano de 2010 eu tomei bomba, pois eu não estudava e faltava muita às aulas. Com a bomba eu aprendi. Esse ano eu estou muito boa, eu acho.

Estudo em casa, faço os deveres e os trabalhos  estão todos em dia. Melhorei muito, mas sei que posso melhorar muito mais.

Com os erros da vida e com os tombos que tomamos, a gente aprende. Eu fiquei triste de ter repetido o ano, mas por outro lado fiquei feliz.

Fiquei feliz porque aprendi muitas coisas de estudo e da vida.

Obrigada a Deus, o Breno e os professores que sempre me ajudaram."

Uma aluna do nono ano do Ensino Fundamental que formou-se no ano de 2011.



"Eu, reconheço que não sou perfeita e que tenho defeitos e qualidade, mas procuro fazer todas as coisas de forma clara e objetiva. Procuro fazer todas as atividades certas: respeito os professores e meus amigos. Se tenho dificuldade tento esclarecer rapidamente com os professores e colegas.

Agradeço a Deus e aos professores por me ajudarem a ser o que sou hoje. Sem eles eu não seria o que sou.

Inclusive o orientador que também me ajuda quando preciso. Valeu Breno!!!"

Uma aluna do nono ano do Ensino Fundamental que formou-se no ano de 2011.


"Eu sou um aluno daqueles que são inteligentes, só que sei que sou preguiçoso. Eu sei que posso fazer tudo que os professores passam, mas a preguiça não deixa. Mas, eu melhorei muito, Breno. Eu sei que se eu passar eu prometo que vou ser um dos melhores alunos da sala. Igual às gêmeas, que são as melhores alunas da sala. Eu sei que posso porque eu confio em mim e na minha capacidade. Eu vou estudar mais e mais. Vou pegar o caderno para estudar e vou ser um dos melhores. Eu prometo Breno José. Obrigado!!!"

Um aluno do nono ano do Ensino Fundamental que formou-se no ano de 2011.


A proposta da FICHA DE AUTOAVALIAÇÃO ATITUDINAL E PROCEDIMENTAL é fazer com que os alunos reflitam sobre si mesmos enquanto alunos, informando  quais são os procedimentos e atitudes que são esperados pelos alunos na escola e  para responder sinceramente se  fazem o que é pedido. Não por ser uma imposição, mas por ser compreendido por eles como necessário.

Não é nada de mais chegar no horário, usar o uniforme, prestar atenção às aulas, fazer silêncio e ouvir o professor com atenção, obedecer as regras e se empenhar de verdade no estudo.

Mas, esse "não é nada de mais" é muito difícil. Os alunos não compreendem a necessidade disso. Os alunos não sabem como funciona a escola, percebem a escola como algo exterior a eles, como algo muito complexo, incompreensível. Nos exemplos citados vemos exemplos de manifestação de gratidão, isso é muito bom! Agradeço a gentileza que tiveram comigo. Isso alimenta o meu ego, confesso. Em geral o que recebo é mal-criação e gracejos com a folha que entrego. Muitos me devolvem em branco e alguns fazem desenhos obscenos, a maioria não compreende a proposta, falam de tudo, reclamam de tudo, colocam a culpa nos outros e não escrevem atendendo à proposta. Isso não é culpa deles, a escola não os ensinou a escrever, não podem fazer algo que não aprenderam em sua trajetória escolar.

Como pensam os adolescentes sobre a escola e os estudos?

Algumas observações que percebo convivendo, trabalhando com adolescentes e lendo os seus textos:

  • Eles têm um pensamento "mágico", há uma ideia antropomórfica. A escola deu bomba neles, foi por causa da bagunça e dos meninos bagunceiros, foi a "matéria" de que não se dá bem...
  • Dão grande importância ao afeto, ao gostar. Precisam sentir que o professor "gosta" deles. E sentem de verdade isso. O adolescente é uma criatura muito sensível, percebe num átimo se uma pessoa tem uma atitude honesta e digna para com eles.
  • Valorizam a justiça, aceitam punições se perceberem atitude justa e coerente da autoridade.
  • Não compreendem as regras como necessário para garantir a boa convivência da sociedade, são transgressores por natureza, estão aqui para testar os limites, estão constantemente, continuamente, insistentemente se revoltando com as regras. Não é àtoa que a novela Rebeldes é campeã de audiência no meio "teen".
  • A sua agressividade é uma resposta ao mundo hostil e estranho que a criança crescida descobre quando se torna um adolescente. Até então, o mundo era "cor de rosa" sem muitas preocupações e que satisfazia inteiramente aos seus desejos. Na adolescência há muitas variáveis que o atormentam: hormônios, sexualidade, liberdade, independência, responsabilidade e compromisso, vida adulta... 
  • Na adolescência ninguém tem mais a velha paciência que tinham com uma criança, e ele continua querendo atenção, que lhe é negada peremptoriamente.
  • Os adolescentes têm medo. O mundo é hostil. Na escola encontram um ambiente ambíguo, gostam de algumas coisa e não gostam de muitas coisas. Há uma guerra surda, há um conflito de gerações. O conflito em si, é salutar. Mas, num ambiente onde ambos os lados poderiam estar ganhando, o lado "teen" está perdendo.
  • A escola não está sabendo suprir as necessidades dos adolescentes. Eu disse "necessidades", não caprichos, não me julguem mal. Sim, os adolescentes estão gritando por uma escola mais adequada a eles e aos tempos novos que estamos vivendo. A escola é a mesma do século passado. Onde o tempo atual é da era do "facebook" a escola os obriga a copiar textos sem sentido. A escola não se comunica verdadeiramente com seus adolescentes.
  • Vejam os textos postados, atenderam à proposta de autoavaliação, sim, é positivo que reconheçam e agradeçam, mas enquanto gênero textual autoavaliação não corresponde. Não é um bilhete endereçado a alguém, é um texto pessoal, individual e por assim dizer instransferível. Deveria dizer: Sim, cumpro as regras por esse e por aquele motivo e por consequência minhas notas são boas e tenho um excelente rendimento na escola;ou Não; não sou um bom aluno, descumpro as regras e o meu rendimento escolar é péssimo!
  • Concluindo, a culpa não é deles, os adolescentes, é a prova do que estou falando. Os adolescentes não compreendem a escola e ela, por sua vez, não atende às suas necessidades.
  • Da minha parte, vou continuar me esforçando a ensinar aos meus alunos como funciona a escola, acho que os exemplos mostrados me informam de que estou num caminho possível.
Ibirité, 22 de janeiro de 2012.


Breno José de Araújo
Serviço de Orientação Educacional
"Quem é fiel nas pequenas coisas, também é fiel nas grandes." (Lc 16,10)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

FORMATURA 2011

FORMATURA 2012

Formatura 2013

Nono ano 2014

Localização

Custa Estudar?

Objetivo do blog

Divulgar para a comunidade escolar como funciona a escola.

Escola Municipal do Bairro Jardim das Rosas

Escola Municipal do Bairro Jardim das Rosas

Ler e escrever!

A função primordial de uma ESCOLA é ensinar o aluno a LER e a ESCREVER. Quando ele aprende a LER e a ESCREVER, deve então LER e ESCREVER! Transformando - se assim num CIDADÃO. Capaz de LER o mundo que o cerca e de ESCREVER sua própria história.



Esse blog é uma ferramenta onde os alunos e toda a comunidade da Escola Municipal do Bairro Jardim das Rosas possam fazer uso da LEITURA e da ESCRITA tendo como assunto principal a si próprios como SUJEITOS DO CONHECIMENTO que são.







Escola e Democracia

Dermeval Saviani em sua obra: Escola e Democracia – polêmicas do nosso tempo diz:

Uma pedagogia articulada com os interesses populares valorizará, pois, a escola; não será indiferente ao que ocorre em seu interior, estará empenhada em que a escola funcione bem; portanto, estará interessada em métodos de ensino eficazes. Tais métodos se situarão para além dos métodos tradicionais e novos, superando por incorporação as contribuições de uns e de outros. Portanto, serão métodos que estimularão a atividade e iniciativa dos alunos sem abrir mão, porém, da iniciativa do professor; favorecerão o diálogo dos alunos entre si e com o professor mas sem deixar de valorizar o diálogo com a cultura acumulada historicamente; levarão em conta os interesses dos alunos, os ritmos de aprendizagem e o desenvolvimento psicológico mas sem perder de vista a sistematização lógica dos conhecimentos, sua ordenação e gradação para efeitos do processo de transmissão-assimilação dos conteúdos cognitivos.